Tem gente que acredita ser a Justiça – “cega, surda e muda”

“É possível discordar da Justiça, mas é inadmissível desacatá-la”, diz Cármen Lúcia ministra do STF, durante discurso na última quinta-feira em Brasília. A fala do discurso foi dirigida indiretamente ao Partido dos Trabalhadores, a presidente Gleisi Hoffman e ao ex-presidente Lula, que foi condenado em segunda instância pelo TRF 4 de Porto Alegre dias atrás e está a espera de um posicionamento sobre seu recurso no STF, – que está desacatando e agredindo a justiça discordando sistematicamente das decisões da corte sobre sua sentença. Prosseguiu a ministra – “Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial pelos meios legais e nos juízes competentes. O que é inadmissível e inaceitável é desacatar a Justiça, agravá-la ou agredí-la. Justiça individual fora do direito não é Justiça, senão vingança ou ato de força pessoal” – finalizou.

Ex-vereador se esconde para não dar conotação política

O ex-vereador e presidente do PSol – Horácio Neto, mentor quem sabe das manifestações em São Caetano nos últimos dias, parece que não gosta muito de aparecer em rede nacional, principalmente quando se fala que as manifestações no município não tem cunho político. Quem conhece o ex-vereador sabe que ele é o único a defender a extinção de taxas na cidade, tanto que vira e mexe promove uma representação contra a prefeitura. Mas, dizer, que não é política, não tem como não dr. Horácio, por menos que se apareça nas fotos. Enquanto isso, fala-se que a população está descontente. A população está mesmo, ninguém gosta de pagar taxas e impostos, muito menos com acréscimos.

Volta as aulas adiada em São Bernardo

O prefeito Orlando Morando adiou a volta as aulas para as crianças do município por uma semana, e deve o retorno acontecer somente na próxima segunda-feira, dia 5 de fevereiro, caso não precise mais tempo para a vacinação da população do município contra a Febre Amarela. O adiamento da volta as aulas deu-se por causa da utilização de toda a rede municipal de ensino (escolas municipais e emeis), para a vacinação em massa da população. A meta da prefeitura é atingir toda a população com a vacinação o mais rápido possível, por isso a utilização das escolas municipais, com o engajamento maciço de todo o funcionalismo público, visto que o objetivo não havia sido atingido no período anterior pela rede de saúde da cidade. A secretaria e Educação de São Bernardo comunicou as famílias dos alunos que o ano letivo não irá atrasar devido a vacinação.

Rede Paulista de Controladorias

A Controladora Geral de São Caetano a advogada Mylene Gambale, participou de reunião preliminar para a formação da Rede Paulista de Controladorias, entidade que terá como papel o intercâmbio de informações, compartilhamento de experiências, a realização de capacitações conjuntas e o fortalecimento desse órgão nos municípios paulistas.
Realizada no auditório da controladoria paulista, no centro da capital, nesta primeira reunião participaram representantes de 17 municípios do estado: São Paulo, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Barueri, Osasco, São José dos Campos, Taubaté, Ubatuba, Guarujá, Santos, Mogi das Cruzes, Campinas, Franca, Indaiatuba, Guarulhos, São Carlos e Cotia.

Câmaras retornam as sessões

Nesta semana e na próxima todas as Câmaras Municipais estarão retornando com suas sessões semanais. Muitas novidades estão por vir por conta dos acontecimentos do mês de janeiro que colocaram na parede, os vereadores de quase todas as cidades da região por conta dos reajustes de impostos ocorridos no início do ano. Em Santo André e em São Caetano, o problema é maior para os vereadores resolverem. Na primeira cidade o reajuste foi de até 300% e depois cancelado pelo prefeito, mas não digerido pelos vereadores que terão de votar para revogar o projeto do prefeito, enquanto que em São Caetano, o problema é a taxa do lixo que virou caso político e reacendeu um velho tema do ex-vereador petista e agora do Psol. Agora é aguardar para ver o que vai acontecer nas cidades.

Semestre será de definições

O que deve ser prioridade para os partidos políticos neste primeiro semestre, deve ser as indicações dos futuros candidatos que irão disputar as eleições de outubro, tanto na esfera estadual quanto na federal. Muitos candidatos para poucas vagas e alguns egos, estarão em disputa para ver quem é quem nos principais partido políticos e na região. A única coisa que se sabe e discute-se, é o tamanho que o PT ficará se for considerado Ficha Suja o ex-presidente Lula e não poder disputar a eleição para presidente. De resto tira-se de letra, porque vai ser a mesma coisa de sempre. Só se espera que quem pague a conta toda seja a população mais uma vez…

Samuel Oliveira é Jornalista e conta o que de melhor (ou pior) acontece nos bastidores da política da região do ABC.

Deixe seu comentário

Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Imprensa ABC. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos usuários e a conta do Facebook do autor poderá ser banida.