São Caetano retoma obra de escola e promete entrega até final do ano

Município necessita de mais vagas para as crianças em idade escolar e nada mais justo, reiniciar obra de Escola infantil paralisada na administração do ex-prefeito Paulo Pinheiro

O prefeito José Auricchio e vereadores visitaram a obra da escola em construção no bairro Santa Paula durante a semana, para averiguar o andamento da construção que ficou parada por muitos meses e só teve o seu lançamento pelo ex-prefeito.

Na véspera da eleição do ano passado, com toda a pompa e muita publicidade o ex-prefeito Paulo Pinheiro e seus secretários lançaram a pedra fundamental da EMEI que deveria ter sua construção iniciada naquele dia no bairro Santa Paula, na Rua Saldanha Marinho entre as ruas Nazareth e av. Presidente Kennedy, defronte ao Hospital de Emergências. A obra teve início, mas foi paralisada.

O terreno de 1600 metros quadrados adquiridos a peso de ouro em 2013, por quase 4 milhões de reais e permitido que o proprietário mantivesse ali um estacionamento por mais de três anos deveria ser um marca para a administração da época. A escola deveria ser entregue em meados do mês de setembro/2016 visto que a obra tinha prazo de 210 dias para a sua conclusão e só saiu do papel a pedra fundamental e uma cápsula para marcar a data do início da construção, e depois de alguns dias foi totalmente paralisada.

Como o município carece de vagas escolares a atual administração do prefeito José Auricchio decidiu reiniciar as obras e terminar a construção da escola que deve ser se o cronograma da construção correr tudo bem até o final do ano e colocar em uso a nova escola já em janeiro de 2018.

Essa e muitas outras obras paradas da administração passada devem ser retomadas, bem como logo nos primeiros dias da atual administração depois de uma breve reforma e equipada também foi colocada em uso a EMI José Auricchio no bairro Santa Paula que abriga desde janeiro cerca de 400 crianças.

Deixe seu comentário

Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Imprensa ABC. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos usuários e a conta do Facebook do autor poderá ser banida.