Atende Fácil de São Caetano terá novo endereço até final do ano

A contenção de despesas que as prefeituras da região estão fazendo para equilibrar as contas orçamentárias e não correrem risco de fecharem o ano no vermelho faz com que os governantes encontrem meios de economizar o máximo possível, eliminando custos com equipamentos públicos.

Este é o caso da prefeitura de São Caetano que nos últimos sete meses, sob a administração do prefeito José Auricchio como medida de economia, dispensou mais de 2000 funcionários que inchavam a folha de pagamento das secretarias e autarquias municipais, e, agora quer reduzir o custo dos alugueis dos equipamentos públicos, transferindo-os para prédios públicos ou locando espaços ociosos mais baratos dos que mantidos pela municipalidade, dentro do programa Aluguel Zero criado nesta gestão.

Nesse caso, entra o equipamento público Atende Fácil, instalado na rua Major Carlo Del Prete, no bairro Centro desde a sua inauguração e hoje tendo o custo mensal à prefeitura de 200 mil reais, ou 2,4 milhões/ano. Custo muito alto para os dias atuais para o município que teve retração em suas receitas e deve fechar o ano com orçamento 26% menor do que o estimado.

O primeiro lugar estudado para a transferência do Atende Fácil, foi o Centro Comercial e Empresarial de São Caetano, localizado na Av. Senador Roberto Simonsen com avenida Goiás, com entrada também pela rua Manoel Coelho, mas, parte do local abrigará os cursos de Pós graduação da USCS. Opção ainda não descartada da municipalidade alocar a outra parte nos andares superior do prédio que fica no centro da cidade e é de fácil acesso aos munícipes.

Também há estudos para a transferência do equipamento para local mais próximo ao terminal rodoviário Nicolau Delic e linhas de ônibus municipais e trens da CPTM, sem falar da futura Linha 18 do Metrô, é a segunda opção encontrada pela municipalidade, é o espaço público onde está a desativada Estação Jovem, que deve ser transferida para a Cidade das Crianças no bairro Santa Maria, que passará por reformas e poderá receber o público jovem que ali frequenta, e ficaria mais próximo da avenida Presidente Kennedy, onde é instalada aos domingos a Rua de Lazer.

Outra opção elencada pela administração para a transferência do Atende Fácil é utilizar arte do terreno onde está localizada a garagem municipal na avenida Presidente Kennedy, ao lado do Clube ABREV Barcelona.

O local é amplo e de fácil estacionamento, mas, a localização complicaria para quem dispõe somente de transporte público para suas locomoções.

São três alternativas que estão sendo estudadas pela administração Auricchio que devem ser colocadas em prática ainda este ano e facilitaria ainda mais o acesso do munícipe aos serviços públicos.

Reforma Administrativa reduz gastos em 18 mi

Entrevista coletiva na última quinta-feira no Palácio da Cerâmica, o prefeito José Auricchio expôs as principais alterações em sua administração que irão reduzir os gastos municipais em cerca de 18 milhões anuais, nesta segunda fase, depois de eliminar no início de sua administração mais de 2000 cargos públicos ociosos e reduzir a folha de pagamento.

Agora, nesta fase, já prevista em seu plano de governo, está a extinção da FUMUSA e a criação da Controladoria Municipal, eliminando mais cerca de 300 cargos.

O projeto já está na Câmara Municipal e deve ser votado na próxima sessão prevista para terça-feira (8). A redução total dos gastos salários é de cerca de 20 milhões anuais, mas com o remanejamento, a folha de pagamento cairia para 2 milhões/anuais, obtendo assim uma redução de 18 milhões.

A reforma administrativa também envolve a transferência para a competência do DAE a limpeza pública, bem como a área ambiental, enquanto que a secretaria de Comunicação seria absorvida pela secretaria de Governo, passando a ser somente uma diretoria.

No caso da FUMUSA, seriam colocados cerca de 216 funcionários sob vacância e seus cargos seriam eliminados com o passar do tempo com suas devidas aposentadorias e outros 27 comissionados seriam extintos, enquanto que o DAE ao ficar com a responsabilidade da limpeza pública e meio ambiente, mesmo absorvendo estas novas áreas, seriam extintos dez cargos.

José Auricchio, lembrou ainda que a extinção da Fundação Municipal (FUMUSA), mantenedora do Hospital Marcia Braido, não irá afetar a área da Saúde do município.

Deixe seu comentário

Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Imprensa ABC. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos usuários e a conta do Facebook do autor poderá ser banida.